Selecione lenguage

Imprimir

antonioAntónio Gonçalves nasceu aos 10 de Agosto de 1960 em Luanda  (Angola). Estudou Gerência Hoteleira. Realizou estudos de Linguística  no  Instituto Superior de Ciências da Educação.
    Exerceu funções como Director de unidades hoteleiras de Angola. Foi Secretário Geral da União de Escritores Angolanos (UEA). Actualmente é o Conselhero Cultural da República de Angola em Cuba.
    Tem publicado os seguientes livros: Gemido de pedra (Poesia-1994), Versos Libertinos (Poesia-1995), Adobe vermelho da terra (Poesia-1996), Buscando o Homem (Selecção de poemas-2000), A África que observo com os dedos (Poema postal-2002), Cenas que o museke conhece (Novela-2003), Transparências  (Poesia-2004), A linguagem dos pássaros e dos sonhos (Selecção de poemas de amor-2005), As vozes do caminho (Poesia-2005). A Quinta Estação do Tempo (Antologia Poética-no prelo).

    Proferiu várias conferências sobre cultura, arte e política, das quais algumas já estão publicadas em jornais e revistas de Angola e de Cuba.
É co-autor do plaquet bilingue Português-Francês, “Cacimbo 2000”, com os poetas angolanos Amélida da Lomba, João Maimona e com o poeta francês Emmanuel Tugni. Faz parte, com mais 41 poetas de Angola, da “Antologia do Mar na Poesia Africana de Língua Portuguesa do Século XX”, organizada pela investigadora brasileira Carmen Lucia Tindó Ribeiro Secco. O Sétimo Caminho (Poesia-2006)